14.3.11

Como compor músicas



[ Não garanto que o manual a seguir tenha muita validade, já que não entendo nada de música. Mas meus testes foram proveitosos. Ou seja, dá pra brincar de músico, pelo menos.]

[Também não sei a quem creditá-lo, pois o texto é uma adaptação/tradução desta imagem do Imgur.]


***

COMPONDO HITS EM 5 MINUTOS



O primeiro passo para compor uma música (ao menos nesse manual), é escolher o tipo de progressão da sua canção. Progressões são diferentes combinações de acordes que dão à canção o seu ritmo. Pode não parecer, mas são poucos os tipos de progressão explorados na música popular. Para começar, escolha uma progressão na tabela a seguir (na coluna da direita, exemplos de bandas ou canções que utilizam o mesmo tipo de progressão):

Como compor uma música. Progressões musicais
Tabela I - Progressão



Escolhida a progressão, é hora de escolher o tom da música. O estilo da canção se baseará na progressão escolhida, independentemente do tom usado, mas cada tom dá um toque diferente à melodia.

Composição de músicas
Tabela II - Tons



Tons maiores - canção alegre
Tons menores - canção triste

Além disso, cada tom pode passar um sentimento à canção:

A (lá) - melancólico
B (si) - penetrante
C (dó) - alegre
D (ré) - clássico
E (mi) - semelhante ao metal ou à música militar
F (fá) - romântico
G (sol) - trágico


Exemplo:

Digamos que você quer compor uma balada triste, como Adam's Song. A primeira tabela nos indica que a progressão neste caso é I-IV-V-V. Para dar o devido tom triste (tons menores) e melancólico (A) da canção, escolhemos como tom da canção o Lá menor (Am).

Agora, observando a tabela de acordes, vamos até a linha do Am e procuramos os acordes correspondentes à progressão de nossa canção (I-IV-V-V). Assim, temos os seguintes acordes para nossa canção: Am-Dm-Em-Em.

E TÃ-DÃ! Aí está sua primeira canção. Basta agora adicionar a letra e alguns solos (instruções não contidas nesse manual) para você virar um ídolo da música, ficar rico e poder comprar lanchas, caviar, iates, lanchas, mulheres, carros, lanchas etc.


Mas não acabou por aqui! Obviamente há muito mais a saber sobre a composição de músicas. Que tal criar um refrão com uma melodia diferente mas que, ainda assim, seja harmônico à sua canção?

É fácil também. Para exemplificar, usemos a nossa recém-criada canção Am-Dm-Em-Em. A confecção do refrão é baseada na imagem a seguir, chamada "círculo de quintas":

Como compor um bom refrão
Círculo de quintas



O círculo externo conta com os tons maiores, o interno, com os menores. Já que nossa canção é baseada em um tom menor (Am), devemos focar no círculo interno e procurar pelo A. Tendo o achado, podemos fazer duas coisas: usar o tom maior relativo àquela fatia (no caso, C), para um refrão mais alegre que o restante da canção; ou usar um dos vizinhos do Am no círculo menor (no caso, D e E), para um refrão numa levada diferente, mas ainda "triste".

Agora, supondo que tenhamos escolhido um refrão mais alegre, baseado em C maior, basta voltar à segunda tabela e procurar os acordes relativos à progressão de nossa canção (I-IV-V-V). Desse modo, nosso refrão ficaria assim: C-F-G-G.

E a música completa:

versos: Am-Dm-Em-Em

refrão: C-F-G-G



E já temos a música do ano.



PS: já que eu nem sei quem é o autor disso aí, podem me creditar como co-autor das suas composições.